22.11.11

Conheça: Liliane Prata + mande seu texto

Não sei se vocês leem, mas eu acompanho a Revista Capricho, e gosto muito dos textinhos da ultima página, eles sempre passam uma mensagem legal para minha vida. Liliana Prata, a produtora disso tudo, resolveu sair da equipe CH e buscar novos desafios nesse mundo. Quando vi isso fiquei bem triste, mas a mudança é a única certeza da vida né? Ainda bem que a partir de agora Luisa Geisler será a nova colunista, e eu já gostei bastante do primeiro texto dela, e espero que conquiste muitas leitoras.

Tumblr_lt04vyry5i1r1redgo1_250_large
Mas estamos aqui para falar da Lili certo?
ela sempre gostou de fazer textos "da sua cabeça" e com 20 anos mandou para a equipe Capricho um e-mail com o livro juvenil que estava escrevendo O Díário de Débora. Claro, como a equipe CH era muito ocupada, não responderam de primeira. Então Liliane mandou o e-mail mais vezes até que Brenda respondesse e ainda convidou-a para ser colunista da revista. Passava a semana pensando em temas para sua coluna.
 O tempo foi passando e nisso ela se casou e separou e resolveu dar um tempo da coluna. Mas depois logo voltou e mudou o nome da sua página de Quase Nada para Desneurando. Hoje, Liliane conquistou muitas leitoras assim como eu, mas resolveu sair da revista e buscar novos desafios nessa vida.




Ela tem um site para quem quiser entrar em contato ou achar alguns de seus textos. Gente vou deixar aqui um texto dela que eu amo, que foi publicado na edição 1131 da revista Capricho.

Sobre fatos e certezas 
Às vezes, tiramos conclusões precipitadas com base em afirmações questionáveis
Lembro-me direitinho da cena. Eu estava chegando ao colégio quando vi todo mundo comentando sobre o fim do namoro de um casal superpopular da escola. Uma menina tinha aparecido com a novidade e, a partir daí, todo mundo que chegava se inteirava da notícia e ia especular sobre os motivos do fim(menos eu, que de popular não tinha nada e ficava só olhando, Snif. Ok Liliane, já se passaram 15 anos, supere!). Será que ela tinha traído o cara? Afinal, a Bianca era bem danadinha. Ou será que havia finalmente se cansado do jeito dele? Porque o Rodrigo era meio grosso. Fofoca vem, fofoca vai, o casal-sensação chegou. De mãos dadas. Chocados, os dois explicaram que nunca terminaram!
Gosto dessa história porque é bizarro como, vira e mexe, as pessoas começam a analisar um fato antes de fazer a paegunta: espera, é mesmo um fato? E, quando digo "as pessoas" estou me incluindo nesse grupo - afinal, não existe um cercadinho dos colunistas para eu ficar olhando tudo de cima, né? (suspiro).
Já me peguei algumas vezes acreditando numa história sem provas suficientes, sem ter ouvido a versão das partes envolvidas, enfim, como diz minha tia Rosa, sem eira nem beira. E, mesmo assim, fui toda-toda fazendo mil reflexões e dando minha opinião. Pressa para opniar: alguém espalhou que, hoje em dia, temos que saber o que achamos sobre qualquer coisa e rápido. Aquecimento global, descriminalização da maconha, excesso de sódio: tudo! Vai ver que, por causa dessa correria, a gente ficou com a mania de falar sobre algum fato sem saber se ele é uma fato ou não.
Uma vez, eu estava no ponto de ônibus e vi uma menina explicando para a outra porque orientais são um poco muito mais pacífico do que os ocidentais. Enquanto a menina 1 explicava, a menina 2 ouvia e aproveitava para dar opiniões sobre sua recém-descoberta (de que os orientais eram mais pacíficos): ah, e eles meditam, ah, e tem muitos budistas lá, ah... Espera: os orientais são mesmo mais pacíficos do que os ocidentais? Estamos falando de quê, do número de guerras? Hoje ou desde sempre? Antes de explicar essa afirmação, dá mesmo para afirmar isso?
Claro, se você virar essa pessoa que fica fazendo mil perguntas quando sua amiga afirma qualquer coisa, corre o risco de virar uma chata, mas o título dessa coluna é "Sobre fatos e certezas" e não "Como ser uma pessoa legal". Certo, estou brincando, e sei muito bem que falar por falar é uma delícia e que a gente não precisa levar tudo a sério o tempo todo, mas não custa, às vezes, parar pra pensar se não estamos acreditando em certas coisas rápido demais.
Outro erro que vejo muito por aí é acharem que algo é verdadeiro apenas por fazer sentido. Exemplo do dia a dia: Júlia e Fabiano eram rivais na patinação no gelo. Fabiano morreu, foi Júlia quem matou! Tá, não foi um exemplo do dia-a-dia, mas o ponto é: só porque Júlia tinha motivo para matar Fabiano, não quer dizer que ela o tinha feito. Ela é suspeita, mas não necessariamente culpada! Concorda?
P.S.: eu escrevi o parágrafo anterior situada no meu cercadinho imaginário porque eu não costumo fazer isso: achar que algo é verdadeiro apenas por fazer sentido. Pausa para risada maquiavélica! Muahahah...


Bem legal né gente? os textos dela são bem descontraídos mesmo. Eu sei que o post já está bem grande, mas eu preciso colocar a segunda parte
como vcs devem ter percebido, eu amo ler textinhos assim, e andei visitando muitos blogs ultimamente, e vi que tem gente que escreve realmente bem. Então, se você gosta de escrever, mande um texto seu pra mim por meio da página contato. Eu vou selecionar alguns; eles nao serão publicados aqui, mas serão.... surpresa chicas ;)
Bye Bye

13 comentários :

  1. Eu gosto muito de escrever.. é uma terapia! http://mymundo.tk/

    ResponderExcluir
  2. Tbm costumava ler a revista capricho, coma as colunas dela. Eu gosto de escrever o que sinto...é bom pra aliviar a mente.
    http://blogdaingridzinha.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá!Essa é a minha primeira visita ao blog.Vi seu link em outro blog e resolvi entrar para conhecer aqui! Amei e já tô seguindo. Seu blog é lindo demais!Te convido a visitar e seguir o meu blog também.Aguardo sua visita!
    Bjs!
    Zilda Mara
    http://cacholaliteraria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Eu costumava sempre ler as colunas dela ,mas não sabia da história dela ,nossa que bacana em !Mas também ela tem muito talento nos textos .
    http://sweetdreamssah.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Nunca li, mas vou visitar o site dela.
    Post novo: Girl Teen
    Participa? Concurso

    ResponderExcluir
  6. Adorei o blog ♥
    Estou seguindo!
    @ferdallan
    http://itfer.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi , começaram as votações do concurso MISS BLOG 2011 , antes de mais nada quero desejar boa sorte e ja pode votar no seu preferido e pedir votos
    http://perfeitinha-blog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi , começaram as votações do concurso MISS BLOG 2011 , antes de mais nada quero desejar boa sorte e ja pode votar no seu preferido e pedir votos
    http://perfeitinha-blog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. よじゅうねえちゃん!だいじょうぶか? 私はCaprichoのを読んでいない。

    (SAP:Oi, Juu-nee-chan. Tudo bem? Eu não leio Capricho)

    Mas eu já li textos melhores da Liliane Prata. Que bom que você gostou do blog.

    私わとても幸せだ! (^_^) このアニメは好きですか? キス! (・3・)
    (SAP:Eu estou muito feliz! Você gosta de animes? Kiss!

    ResponderExcluir
  10. Não a conhecida ainda , parece muito talentosa.

    http://cmcradar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Lindo texto flor* Ja visitei a capricho e simplesmente adooro

    http://maniasgirls.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. ほんとに? (0_0)’
    (SAP:Sério?)

    Então você não gosta de games e nem de mangá? (TTATT)

    Mas aposto que você tem muitas outras qualidades! (^u^) Do que você gosta?

    キス!キス!
    (SAP:Kiss! Kiss!

    ResponderExcluir
  13. Amo escrever e tenho alguns textos no meu blog: rainbow8girl.blogspot.com
    Eu não acredito que você fez post sobre os textos de última página porque essa era justamente a minha ideia de post, kk. Realmente eu compro as revistas principalmente por causa desses textos e fico imaginando qual vai ser o tema do próximo texto.
    Beijos!

    ResponderExcluir